Vai ser sempre você

20 janeiro 2014



Se não fosse pedir muito, eu pediria a Deus e aos céus para que fosse possível voltar no tempo. Uma vezinha. Uma chancezinha qualquer e eu mudaria tudo. Voltaria no dia em que você apareceu e ao invés de “não”, eu gritaria um estrondoso sim. Deixaria de ser livre, leve e desatenta demais. Distraída que só, não te dei muita atenção, nem meu coração, muito menos te deixei ver a importância que você tinha em minha vida. Você veio e me cuidou, me amou, delirou e esqueceu teus sonhos para me fazer sonhar. Largou tudo por uma imbecil sem qualquer sentimentalismo que jamais retribuíra teu esforço sem medidas. Hoje eu sei, depois de tanto tempo, como é carregar o peso de um arrependimento.

A tua urgência em sentir era tanta que meu medo da entrega se sobrepôs. E eu fui levando, tentando, me esforçando e escondendo a ânsia de partir. Era muito, entende? Era demais. Amor em excesso. Cobranças sem medidas. Era você tentando derrubar o muro que construí em volta do meu coração durante anos e eu do outro lado, com um exército inteiro lutando contra. Virou guerra. Deixou de ser carinho e sobrou você tentando entrar de vez em minha vida, ficar para sempre, virar um futuro que nenhuma cartomante conseguia ler. Era só você lutando por nós dois.

E quando parei para observar de verdade, você havia se tornado um soldado ferido demais para permanecer em campo. Aí eu quis te cuidar. Te curar. Te amar. Foi quando te vi enfaixar os ferimentos que, provavelmente, deixariam sinais da guerra por todo o seu corpo e se retirar. Sem olhar para trás, você foi em frente e enfrentou de todos os jeitos possíveis os fantasmas que usei para te fazer mudar de ideia. Você foi e levou consigo todas as últimas chances que restaram e todo o amor que havia aqui.

Se alguém lá em cima me deixasse fazer um único pedido antes de partir, seria você. Seria você para sempre e mais um pouco. Eu pediria para que abrissem seus olhos e você enxergasse o quanto eu mudei. E o quanto você ainda faz parte disso tudo. Eu torceria para que você voltasse atrás e tapasse esse vazio que ficou depois que você se foi. Eu intercederia por mais uma chance. Eu lutaria. Eu sangraria. Eu faria por você aquilo que você sempre fez por mim. Eu te amaria incansavelmente e sem medidas. Eu deixaria de lado tudo o que fiz no passado para te compensar no presente. Porque é você e sempre vai ser. Independente do meu pedido ser atendido ou não, ainda é você.

2 comentários:

  1. E menina de belas palavras! Que lindo.

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto,amei *-*

    ResponderExcluir

Raiane Ribeiro: Vai ser sempre você © 2011 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Desenvolvido por: Pamella Paschoal