Guia prático do desapego

11 agosto 2013



Acho que mesmo com todas as definições que já inventaram para a palavrinha "desapego", muita gente ainda tem uma opinião equivocada sobre o que, de fato, ela significa. Se você acha que ser desapegada é pegar 10 na balada ou bancar a grossa, estúpida e ignorante que afasta todas as pessoas que se aproximam de você, volte 10 mil casas e procure seu cérebro (rs). O desapego nada mais é que se desprender de conceitos formados, pré-conceitos, se amar em primeiro lugar, saber a hora de ir embora, não deixar que ninguém seja "o motivo de sua existência", etc, mas isso é assunto pra ooooutro post. Quer aprender a se desapegar de pessoas e coisas? Eis minhas dicas:

1 - Não se importe tanto

Esse item vale para qualquer aspecto da sua vida. Um dos primeiros passos é não se importar tanto com o julgamento ou babaquice alheia. Ou simplesmente não se importar. Aquela menina escrota da sua faculdade te odeia? E daí? Sua vizinha critica sua forma de pensar e/ou viver? Que se dane. Seu namorado te deixou? Foda-se! As pessoas se prendem demais as opiniões de pessoas que em nada agregam e isso é errado e cansativo. Pois bem, ligue o foda-se e seja feliz.

2 - Se apaixone sempre. Por você.

Amor / próprio essas são suas palavras chaves de agora em diante. Gostar de si mesmo é o primeiro passo para o desapego. Para você "ligar o foda-se", precisa estar preparada para ficar com sua própria companhia, se necessário for. E não há nisso problema algum. Se você não curte sua presença, quem o fará? Pois é. Não tente ser perfeita pois ficará terrivelmente frustrada. Não há necessidade de ser uma bonequinha de porcelana. Seja humana, e ainda assim, seja incrível. Reconheça seus defeitos e se apaixone perdidamente por eles.

3 - Todo mundo tem defeitos

Tenha em mente que NINGUÉM é perfeito. Você pode estar apaixonada, de joelhos, morrendo de amoreOPA, vamos parar por aí. Morrer de amores não é algo que aconselho, faz mal para a saúde. Tudo o que é demais estraga, fica podre. Todo mundo tem defeitos e você precisa estar sempre ciente deles. "Ele é educado, mas preguiçoso. Fofo, porém galinha. Paciente, mas feio." Sempre tem um "mas, porém, todavia, entretanto" e sempre nos recusamos a enxergá-los. Saiba reconhecê-los, porque caso você se desiluda, é nesses pontos que você vai se concentrar para começar o processo de superação.




4 - Imponha limites e selecione corretamente

Limites são sempre necessários para qualquer tarefa. Não deixe que os defeitos de alguém te afaste dessa pessoa, pelo contrário. Imponha limites e saiba até onde os mesmos são toleráveis ou não. Pense no quanto essa pessoa é importante para você, na diferença que ela faz em sua vida e por quanto tempo você consegue permanecer ao lado dela. Isso é bom para selecionar as pessoas com quem você se envolve, tantos nos relacionamentos amorosos, quanto com amigos. Quando descobrir estas pessoas, não se desapegue delas. Sua família não merece ser vítima de sua frieza. Nem todos os seus amigos. Saiba separar as coisas, as pessoas, os fatos. E pelo contrário, os ame e valorize-os muito.

5 - Me apeguei, rodei. E agora?

Não importa quão fria-coração-de-pedra-desapegada você seja, um dia a armadura cai. E você vai se apaixonar. Isso mesmo, vai gostar de alguém profundamente, ver graça em casos com finais felizes e, pior, se ver neles. Não importa o quanto você siga fielmente esta lista, sua hora vai chegar. E quando chegar, permita-se. Surpreenda-se. Caso você caia, quebre a cara ou se machuque, aprenda a dar uma direção a sua dor. O ápice do desapego é isso, saber seguir em frente na hora certa. Se sair com suas amigas te faz feliz, vá em frente. Se lutar boxe te faz se sentir melhor, por que não? Use os métodos que mais lhe convém e seja feliz.


E aí, se sentem preparadas ou não pra desapegar total de agora em diante?

Beijinhos!

9 comentários:

  1. AMEI!!!!!! Sem mais...

    ResponderExcluir
  2. Nossa...muito boa essas dicas de desapego Raiane . Tem muita verdade, é assim mesmo que devemos proceder: Amor próprio em primeiro lugar. É tão difícil se desapegar , mas o pior é continuar sofrendo...seguir adiante e ser feliz é a melhor opção!!
    Grande abraço, seus textos são ótimos!
    Amei!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Luciana!
      Fico feliz que tenha gostado!

      Beijooooos ♥

      Excluir
  3. Necessitando seguir essas dicas.
    <3

    ResponderExcluir
  4. Adorei menina, mandou super bem nas dicas.
    Simples e que devem ser levadas super a sério!
    Tô seguindo o seu blog, li um texto na Isabela Freitas e simplesmente amei.

    Beijos,
    miragem-real.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol!

      Fico muito feliz por ler isso, viu?
      Obrigada pelo carinho ^^

      Beijo grande.

      Excluir
  5. adoooooooooorei! :D

    ResponderExcluir

Raiane Ribeiro: Guia prático do desapego © 2011 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Desenvolvido por: Pamella Paschoal