A verdade sobre o quase

21 maio 2013

É segunda e eu estava aqui. É quarta e eu tô ali. Passou a semana, o mês, a vida toda e eu não permaneci muito tempo em um único lugar. O melhor emprego do mundo é aquele que não serve para mim. O cara mais lindo e fofo e perfeito é aquele que faz parte da minha vida, mas não se encaixa no meu lego, nem no meu ego. Deixei de tentar, de mudar, abandonar. Aceitei que sou errada, torta e vazia. Descobri que de um jeito ou de outro, isso funciona. Brinquei de ser intensa e gostei. Aceitei - e aprendi - que para ser de verdade, tem que ser inteiro e que metades vazias não completam um coração ou um colchão, que seja. 


Entende a simplicidade de viver? Tudo acontece depois do primeiro passo e nós insistimos de todos os modos em complicar as coisas. Costumamos adiar nossa felicidade pelo simples medo de vivê-la. Ontem eu quase fui feliz com um amor de verdade. Quase deixei para trás meus medos e neuroses e orgulho. Quase deixei que a felicidade entrasse sem bater, mas a porta se manteve trancada por precaução. A verdade é que temos tudo para sermos felizes, e o que fazemos? Vivemos encarcerados pelo quase. Todas as suas oportunidades de sentir felicidade plena foi por água abaixo por você se manter parado, ancorado a sua inércia.

Siga o clichê que te diz para viver intensamente. Esqueça os medos, as angústias, tudo o que passou e te causou alguns danos. Viver é isso. Viver dá nisso. Esqueça o quase. Quem quase foi feliz, nunca o será por completo. Quem quase esqueceu, sempre terá uma lembrança para assombrar. Ser quase feliz não espanta tristeza alguma. O quase é o que me mata. Aceito "sim ou não". "8 ou 80". "Agora ou nunca mais". Mas o quase, ah, esse quase... O fim de um amor me faz muito mais feliz do que seu "quase final feliz". O quase te prende ao passado por todos os "E se..." que você não teve coragem de fazer ou dizer. E então te abadona lá para morrer infeliz. O quase é tudo aquilo que você deve manter distância. Só depois de correr para longe dele é que você vai ser feliz de verdade. Completamente e i-n-f-i-n-i-t-a-m-e-n-t-e.

4 comentários:

  1. Elaine Gomes21 maio, 2013

    Muito lindoooooooooooooo... Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Lindo diz tudoo... Ameii♥ ah o visuh do blog tah muitoo legauu adorei!!

    Bjox karinhoso Kaah'
    •Uma Pequena Inspiradora

    ResponderExcluir
  3. adorei o novo Blog eu sempre acompanho os posts muito bom ..

    ResponderExcluir
  4. Adoreeei, estou numa fase onde o que não me completa, pode partir, só quero se for tudo por inteiro.

    ResponderExcluir

Raiane Ribeiro: A verdade sobre o quase © 2011 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Desenvolvido por: Pamella Paschoal