Meu plano

17 dezembro 2012

Era uma manhã tão linda e ensolarada que me motivou a chutar o balde. O sol, de vez em quando, tem essa mania boba de recarregar minhas energias e me libertar da negatividade que insiste em me acompanhar. Gastei todo o meu ódio e dei meu melhor grito de liberdade quando derramei a água velha, suja e que fazia parte de mim há tanto tempo, que eu já não sabia identificar se era pele, carne ou lodo. Vesti minha roupa preferida e uma sobreposição de inocência. Cansa bancar a esperta o tempo todo. Uma hora você deixa as armas de combate de lado, dá um sorriso que transborda ingenuidade e diz: "e agora?".



Por ora, parei de esperar que as pessoas sigam meu script. Descobri que planejar demais não é o mesmo que realizar todos os seus planos e bater todas as suas metas. E a vida tem uma mania estranha de nos surpreender. Ela te dá o que quer, quando menos se espera. É quando você se pega com um sorriso no rosto e um surto de amnésia que não te deixa lembrar do quanto você já chorou. Ela te mostra que enquanto você quiser muito algo, vai haver uma distância razovável entre você e o seu objetivo. Isso tudo é aquilo que dizem sobre estar distraído o suficiente pra receber o que merece. Esperar demais cansa. E o cansaço te faz aceitar qualquer migalha.

Parei de desejar que fosse doce tudo o que me envolve. Comecei a desejar o amargo, o azedo ou qualquer coisa que saísse do maldito gosto que engorda as borboletas no estômago. Desejei o que de pior pudesse existir, porque de doce em doce, a única coisa que tem sobrado é meu enjoo de tudo. E dessa vez, só dessa vez, eu preciso ver que nem tudo dá tão errado assim e que ainda há esperança. Cansei da ânsia de vômito que o mundo me causa enquanto absorvo a doçura alheia. Hoje eu sei que não basta remar, re-amar e amar, tem que continuar. Sem se cansar, sem desistir, sem "mas...". E de repente, você se pega não mais desejando, nem esperando. Apenas continuando
. Eu tenho um plano: não fazer mais plano algum.

3 comentários:

  1. "Descobri que planejar demais não é o mesmo que realizar todos os seus planos e bater todas as suas metas." Exatamente isso. E é o que você disse, descobrimos que entre nós e o nosso desejo sempre terá uma distância. Na maioria das vezes, não tão simples de ultrapassar. Eu tenho a minha (que é bem complicada) e ainda tô tentando vencer.
    Os textos do blog são muito, muito bons!
    De certeza que irei voltar aqui.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Lindo post! Vou replicar no meu blog =)

    ResponderExcluir
  3. que textos maravilhosos, flor. *-------------------* parabéns pelo trabalho, viu?! enfim, postei um texto seu lá no meu blog, caso queira, vem conferir: http://eighteensoon.blogspot.com.br/!
    beijos :}

    ResponderExcluir

Raiane Ribeiro: Meu plano © 2011 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Desenvolvido por: Pamella Paschoal